Para garantir rastreabilidade, hortifrúti serão rotulados

De 1º de julho até o segundo semestre do ano que vem, todas as frutas, legumes e verduras deverão ser rotulados no Paraná; o objetivo é facilitar a rastreabilidade dos alimentos

Assim como ocorre com os produtos industrializados, o consumidor poderá em breve comprar hortifrúti a partir de marcas. De 1º de julho até o segundo semestre do ano que vem, todas as frutas, legumes e verduras deverão ser rotulados no Paraná. O principal objetivo da resolução criada pelo governo estadual é facilitar a rastreabilidade dos alimentos, indispensável ao monitoramento da Vigilância Sanitária.

Entre 26% e 27% dos produtos hortifrutigranjeiros comercializados apresentam níveis elevados de resíduos de agrotóxicos. “Temos dificuldade para chegar à origem desses produtos, porque muitos não têm identificação. E precisamos saber onde foram produzidos para orientar o produtor sobre o uso de agrotóxicos”, explicou o engenheiro agrônomo do Centro Estadual de Vigilância Sanitária, Marcos Andersen.

Ontem, uma oficina tratou sobre a nova exigência estadual (Crédito: Gilberto Abelha/JL)

Ontem, uma oficina tratou sobre a nova exigência estadual (Crédito: Gilberto Abelha/JL)

Além de beneficiar a saúde da população, segundo ele, a medida também traz vantagens ao produtor. “Ele deixa de ser desconhecido e passa a ter a sua marca, podendo ter a preferência do consumidor.”

Três fases

A obrigatoriedade de rotulagem ocorrerá em três fases. A partir de 1º de julho, devem ser rotuladas banana, laranja, maçã, morango, uva, tomate, cebola, cenoura, repolho e couve-flor. Em 17 de dezembro, a medida começa a valer para abacaxi, goiaba, mamão, melancia, abobrinha, aipim, alface, batata, chuchu, pepino e pimentão. Os demais produtos têm de atender à exigência em 9 de junho de 2016.

O produtor Marcos da Silva Feliciano participou ontem de uma oficina promovida pelo governo estadual na Ceasa Londrina para entender o que muda com a resolução. “Eu produzo principalmente milho. Meu produto já é rotulado porque é vendido embalado, mas preciso saber se vou ter de acrescentar alguma informação.”

Identificação

Os rótulos trarão a identificação do produto e do produtor, o lote, a data de colheita e o peso. Engana-se quem espera encontrar bananas, alfaces e cenouras envolvidas em rótulos nas gôndolas de supermercados ou nas bancas de feiras. O rótulo será colocado nas caixas que serão enviadas pelo produtor ao varejo e, quando os produtos forem expostos fora da caixa, uma placa ou um cartaz deverá ser fixado em local visível ao consumidor, com as mesmas informações.

FONTE: Jornal de Londrina