Emater realiza reunião técnica sobre obrigatoriedade de rotulagem

O evento atendeu as expectativas dos organizadores e reuniu público variado

O evento atendeu as expectativas dos organizadores e reuniu público variado

Com o objetivo de orientar os produtores, distribuidores, comerciantes e técnicos o Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) promoveu um evento que teve como tema principal a resolução nº 748/2014 da Secretaria Estadual da Saúde do Paraná (Sesa). O encontrou foi realizado na tarde de quinta-feira (2) nas instalações do Centro de Eventos Ismael Sperafico.

A normativa – que entrou em vigor no dia 1º de julho – prevê a obrigatoriedade da rotulagem de produtos hortícolas in natura a granel e embalados – comercializados no Estado. Todos os integrantes do ciclo – desde o produtor até o comerciante – devem atender as exigências.

Durante o evento, a integrante da equipe técnica da Faep Elisangeles Souza apresentou a resolução. Ela pontuou que a rotulagem consiste na identificação do alimento e do produtor. Elisangeles exemplificou que os estabelecimentos – que comercializam produtos a granel – devem fixar banners ou outros tipos de painéis com as informações; já para os alimentos embalados, cada embalagem deve conter uma etiqueta.

A profissional destacou alguns pontos e explicou a diferença na rotulagem do consolidador e do produtor. “Número de identificação, lote, data de validade, entre outros dados. Cada rótulo precisa atender suas exigências específicas”, alertou.

PARTICIPAÇÃO

Para o coordenador regional de Meio Ambiente do Emater Adalberto Telesca Barbosa o evento atendeu as expectativas dos organizadores e reuniu público variado. “Aproximadamente 120 pessoas estiveram presentes. Os participantes tiveram a oportunidade de esclarecer as dúvidas. Isso faz com que tenham mais segurança em atender a resolução”, afirmou ao acrescentar que o público não sinalizou que a normativa trará empecilho no sistema de produção e venda.

VANTAGEM

As mudanças visam, especialmente, promover a segurança alimentar. Contudo a normativa também traz vantagens aos produtores, pois com a identificação de origem dos alimentos será possível criar um vínculo de fidelidade com o consumidor.

ALIMENTOS

Banana, maça, morango, uva, laranja, cebola, cenoura, couve-flor, repolho e tomate são os alimentos que exigem rotulação a partir do dia 1º de julho. Na data de 17 de dezembro, abacaxi, goiaba, mamão, melancia, abobrinha, aipim, alface batata, chuchu, pepino e pimentão integram esta lista de alimentos. Os demais produtos serão inclusos somente em 9 de junho de 2016.

Fonte: Jornal do Oeste